PM INAUGURA NOVO BATALHÃO EM CEILÂNDIA MAS NÃO AMPLIA EFETIVO

Publicada em: 26/11/2014
EM 05 DE NOVEMBRO DE 2009, O GDF AUTORIZOU INVESTIMENTO DE R$ 4,3 MILHÕES PARA A CONSTRUÇÃO DO 10º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR, NO SETOR DE INDÚSTRIAS DE CEILÂNDIA, CONCORRÊNCIA Nº 12/2009, MOMENTO EM QUE FOI CONTRATADO EMPRESA ESPECIALIZADA EM ENGENHARIA CIVIL PARA CONSTRUÇÃO DA SEDE DO NOVO BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR. NAQUELA ÉPOCA A ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE CEILÂNDIA(ACIC) APONTAVA QUE A CEILÂNDIA SE ENCONTRAVA EM UM CRESCENTE ECONÔMICO E NECESSITAVA DE MAIS UM BATALHÃO COM MAIS EFETIVO POLICIAL VISANDO ATENDER DE FORMA ESTRATÉGICA AS QUESTÕES DE SEGURANÇA PÚBLICA TANTO NA PARTE SUL QUANTO NA PARTE NORTE DA CIDADE. A CONSTRUÇÃO DE UM BATALHÃO NAS IMEDIAÇÕES DO SETOR DE INDÚSTRIAS DE CEILÂNDIA SE JUSTIFICAVA FRENTE AS NECESSIDADES DE REDUÇÃO DOS ALTOS ÍNDICES DE FURTO E ROUBO A QUE ESTÃO SUJEITOS AS EMPRESAS E POPULAÇÃO DAQUELA REGIÃO. PASSADOS QUASE CINCO ANOS DA AUTORIZAÇÃO DOS INVESTIMENTOS O EMPRESÁRIADO DE CEILÂNDIA RECEBEU HOJE(25) CONVITE DA POLICIA MILITAR DO DF PARA INAUGURAÇÃO DO NOVO BATALHÃO DIA 04 DE DEZEMBRO, ÀS 10H, NA REGIÃO NORTE DE CEILÂNDIA, SITUADO NA QESP, ÁREA 7, 8 E 9, SETOR DE INDUSTRIA DE CEILÂNDIA. DIANTE DE TAL NOTICIA, LEVANTAMENTOS FEITOS PELA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE CEILÂNDIA(ACIC), DÃO CONTA DE QUE O NOVO BATALHÃO NÃO TRARÁ INCREMENTO NO EFETIVO POLICIAL DA CIDADE, VISTO QUE ESSE QUADRO DE POLICIAIS NA CIDADE DE 700 HOMENS SE ENCONTRA ESTAGNADO E SEM ACRÉSCIMOS A MAIS DE 20 ANOS. PARA O PRESIDENTE DA ACIC, CLEMILTON SARAIVA, SE DESSE TOTAL DE 700 POLICIAIS RETIRAMOS EM TORNO DE 400 HOMENS CONFINADOS EM 19 POSTOS POLICIAIS, SE TEM UM RESTANTE DE 300 HOMENS PARA CUIDAR DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA, PATRULHAS DE RUAS, FÉRIAS, FALTAS, AFASTAMENTOS POR RAZÕES MÉDICAS, DENTRE OUTRAS QUESTÕES. PARA SARAIVA, O NOVO BATALHÃO VIRÁ PARA MELHORAR SOMENTE A LOGISTICA DA POLICA MILITAR NA CIDADE E NÃO REPRESENTARÁ AUMENTO DA PRESENÇA POLICIAL NAS RUAS. O PRESIDENTE DA ACIC, DESTACA QUE UMA CIDADE COM QUASE 500 MIL HABITANTES REQUER URGENTE A APLIAÇÃO DO EFETIVO POLICIAL EM PELO MENOS MAIS 300 HOMENS PARA FAZER FRENTE A CRESCENTE DEMANDA DE COMERCIANTES E POPULAÇÃO POR MAIS SEGURANÇA PÚBLICA. A ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE CEILÂNDIA, TEM CHAMADO ATENÇÃO DOS ORGÃOS DE SEGURANÇA PÚBLICA PARA O CLAMOR DO SETOR PRODUTIVO DE CEILÂNDIA QUE VEM SOFRENDO COM A CRESCENTE ONDA DE FURTO A LOJAS. DE AGOSTO DE 2014 PARA CÁ VÁRIAS LOJAS NA CIDADE JÁ FORAM ALVO DAS MAIS VARIADAS MODALIDADES DE FURTO, DESDE O FURTO CONVENCIONAL AOS QUE SE VALEM DA UTILIZAÇÃO DE CARRO(FAMOSAS GANGUES DA MACHA RÉ). O QUE FAZER? DIANTE DE TAL SITUAÇÃO O SETOR PRODUTIVO DE CEILÂNDIA ENTENDE QUE É PRECISO DESENCADEAR UM PROCESSO FOCADO NO POLICIAMENTO PREVENTIVO E CONSTANTE DO COMBATE AO CRIME NA CIDADE E USO DE MAIS INTELIGÊNCIA POLICIAL, A SABER: 1. MAIOR AÇÃO DA POLICIA PREVENTIVA NO QUE TANGE AO POLICIAMENTO OSTENSIVO E DIÁRIO, COM ATENÇÃO PARA O PERÍODO NOTURNO VISANDO COIBIR A AÇÃO DE USUÁRIOS DE CRACK QUE ESTÃO SE UTILIZANDO DAS FAMOSAS “CASINHAS DE PAPELÃO” PARA FURAREM PAREDES DAS LOJAS E PRATICAREM FURTOS DE OBJETOS DE MAIOR VALOR PARA MANTER O COMÉRCIO DE DROGAS OU SEJA MAIS EFETIVO E PRESENÇA DA POLICIA NAS RUAS E NAS ÀREAS DE MAIOR INCIDÊNCIA DE CRIMES; 2. AÇÕES MAIS ENÉRGICAS E CONSTANTES DAS DELEGACIAS DA CIDADE NO QUE TANGE AOS OBJETOS FURTADOS QUE ALIMENTAM “FEIRAS” QUE VEM DIVERSIFICANDO SUA OFERTA PRODUTOS E AGREGAM AGORA OUTROS DE VALORES SIGNIFICATIVOS (PERFUMES, ROUPAS, ELETRODOMÉSTICOS E MUITOS OUTROS DE MAIOR APELO COMERCIAL); 3. MAIOR AÇÃO DE COMBATE À COMERCIALIZAÇÃO E USO DE CRACK E OUTRAS DROGAS NA REGIÃO CENTRAL DE CEILÂNDIA, USO DE INTELIGÊNCIA POLICIAL E ATUAÇÃO DOS ÓRGÃOS DE ATENDIMENTO SOCIAL AOS CONSUMIDORES DE DROGAS; 4. ENTRADA EM OPERAÇÃO IMEDIATA DO MONITORAMENTO POR CÂMERAS, VISTO QUE TEM SE IDENTIFICADO QUE OS REGISTROS EM VÍDEOS DOS FURTOS, QUE ACONTECEM NA CIDADE, PRINCIPALMENTE NA REGIÃO CENTRAL DE CEILÂNDIA, SÃO DE ORIGEM PRIVADA ENQUANTO QUE AS CÂMERAS PÚBLICAS INSTALADAS NA CIDADE NÃO ESTÃO FUNCIONANDO EM SUA PLENITUTE; 5. USO DE INFORMAÇÕES PARA ATUAÇÃO DE INTELIGÊNCIA POLICIAL POR MEIO DA REALIZAÇÃO DE ENCONTROS PERIÓDICOS COM REPRESENTANTES DO SETOR PRODUTIVO, POLICIA MILITAR, DELEGACIAS DE CEILÂNDIA, MINISTÉRIO PÚBLICO E REPRESENTANTE DO JUDICIÁRIO (FÓRUM LOCAL) DE FORMA A IDENTIFICAR AS PRINCIPAIS DEMANDAS DOS EMPRESÁRIOS E POSSÍVEIS AÇÕES CONJUNTAS VISANDO COIBIR O FURTO E ROUBO AOS ESTABELECIMENTOS COMERCIAIS NA CIDADE. 6. DIVULGAR E TORNAR PÚBLICO O ACESSO AOS REGISTROS DE OCORRÊNCIAS POLICIAIS EM CEILÂNDIA, CATEGORIZADAS POR NÚMEROS E TIPOS DE CRIMES E ENCAMINHAMENTOS DE SOLUÇÃO DADOS A TODOS ELES, RESGUARDANDO DADOS DE NATUREZA PESSOAL E SIGILOSA, DE FORMA QUE A SOCIEDADE TENHA INFORMAÇÕES PRECISAS DO QUE ACONTECE E TENHA O CONTROLE SOCIAL DA GESTÃO DA SEGURANÇA PÚBLICA NA CIDADE. PARA SARAIVA, NÃO DÁ MAIS PARA FICAR DE BRAÇOS CRUZADOS, HÁ QUE ENCONTRAR MEIOS QUE COMBATAM O FURTO AO COMÉRCIO LOCAL E MAIOR SENSAÇÃO DE SEGURANÇA PARA A SOCIEDADE CEILANDENSE, VISTO JÁ ESTAMOS ENTRANDO EM MESES ONDE ESTE TIPO DE CRIME JUNTO AO COMÉRCIO DEVE SE ELEVAR FRENTE AO CLIMA FESTIVO, MAIOR CIRCULAÇÃO DE DINHEIRO E A NECESSIDADES DOS CRIMINOSOS EM DISPOREM DE MEIOS PARA MANTEREM SUAS ATIVIDADES. COMUNICAÇAO SOCIAL - ACIC - 3371 2165 - 8427 1812
<< Mais Antiga       Mais Recente >> Histórico de Noticias
TV Acic
Cursos
Filiados
Rádios Acic